Moradia2-281.png

O que deve saber ao instalar um sistema de bomba de calor

Atualmente, uma grande parte dos construtores e proprietários optam por uma bomba de calor para garantir o aquecimento da sua futura habitação. Trata-se de uma decisão sensata, mas é um assunto que merece ser ponderado, uma vez que a instalação de um sistema de bomba de calor faz parte de um projeto maior com um determinado número de passos importantes. Neste artigo vai poder ler mais sobre o assunto.

Como funciona exatamente uma bomba de calor?

Antes de optar por uma solução de aquecimento, é essencial que se informe bem e que compreenda exatamente como o sistema funciona. Embora as bombas de calor se tenham tornado extremamente populares, poucas pessoas sabem como funcionam. Por exemplo, sabia que apenas um quarto da energia fornecida por uma bomba de calor, para aquecimento da sua casa, provém do consumo da eletricidade? Assim, uma bomba de calor é um sistema de aquecimento ecológico, dado que 75% da energia fornecida depende do ar ambiente ou do solo, de forma gratuita e renovável. No entanto, uma bomba de calor não deixa de ser um sistema que consome eletricidade, o que nos traz ao ponto seguinte.

Pretende instalar um sistema de bomba de calor? Então, evite fugas e perdas de energia!

Uma vez que uma bomba de calor funciona com eletricidade, esta forma de aquecimento é adequada sobretudo para habitações com uma maior eficiência energética. Ao utilizar uma bomba de calor numa casa com um baixo nível de eficiência energética, dificilmente conseguirá alcançar um bom rendimento e as suas despesas de aquecimento serão muito elevadas.

Se vai iniciar um novo projeto de construção, não tem de se preocupar, dado que as normas energéticas atuais já são extremamente rigorosas (e virão a sê-lo ainda mais no futuro). Por outro lado, se planeia instalar uma bomba de calor numa habitação já existente, recomenda-se que recorra primeiro a um serviço de consultoria energética, que realiza a medição das perdas de calor na sua habitação e faz o levantamento dos pontos fracos na envolvente do edifício. Neste contexto, um telhado sem isolamento ou incorretamente isolado pode ser responsável por 30% do total de perdas de calor num edifício.

A importância do isolamento

Caso o consultor energético apure que as perdas energéticas na sua habitação são demasiado grandes para instalar uma bomba de calor (ou para proporcionar um rendimento energético atrativo), é aconselhável isolar a habitação seguindo as orientações do serviço de consultoria, as quais serão também úteis para escolher a melhor solução de bomba de calor. Deste modo, é possível evitar que a sua bomba de calor não tenha potência suficiente, conseguindo também escapar a surpresas no que diz respeito à fatura da eletricidade.

O que significam as medições dos valores COP e SCOP?

Tal como o próprio nome indica, o COP (‘Coefficient of Performance’ ou coeficiente de Desempenho ) constitui uma medida do desempenho energético das bombas de calor. O COP representa a relação entre a quantidade de energia que a bomba de calor produz e a quantidade de energia que a mesma consome (ambas medidas em kWh). Perante um consumo energético semelhante, uma bomba de calor com um COP mais elevado fornece mais potência calorífica, sendo um aspeto importante a ter em conta aquando da escolha de uma bomba de calor.

É importante não esquecer o seguinte: o COP indicado pelo fabricante é um valor comercial e teórico, normalmente aplicável a uma temperatura exterior de 7 oC. Uma bomba de calor cuja brochura refira um COP de 3,5 não irá, na prática, apresentar um valor de 3,5 constante ao longo de todo o ano. No inverno, quando as temperaturas são mais baixas, a bomba de calor consome mais energia e, consequentemente, o COP será inferior. Essa diminuição é, no entanto, compensada por um COP mais elevado ao longo do resto do ano. Por esse motivo, atualmente utiliza-se sobretudo o fator de desempenho sazonal como medida para avaliar a eficiência de uma bomba de calor. O “Seasonal Coefficient of Performance” (Coeficiente de Desempenho Sazonal), também conhecido como SCOP é a média do COP analisado ao longo de um ano completo, levando em consideração as temperaturas numa determinada região. Além disso, o SCOP considera também os períodos de “stand-by”.

Por último, gostaríamos de realçar que uma diminuição do COP não significa que a bomba aquece pior a habitação. Uma bomba de calor consome naturalmente mais energia no inverno, mas consegue assegurar uma temperatura agradável na casa. As bombas de calor atualmente disponíveis no mercado português são, por exemplo, concebidas para funcionar até -25 oC de temperatura exterior, temperaturas extremas nunca atingidas em Portugal.

Artigos relacionados