EWAD670CZXL EWAD740CZXL EWAD830CZXL EWAD900CZXL EWADC10CZXL EWADC11CZXL EWADC12CZXL EWADC13CZXL EWADC14CZXL EWADC15CZXL EWADC16CZXL EWADC17CZXL EWADC18CZXL
Nível de pressão sonora Arrefecimento Nom. dBA 77.5 (2) 78 78 78 78 78 78 78 78 78 80 80 80
Limite de funcionamento Lado do ar Arrefecimento Mín. ° CBs -18                        
      Máx. ° CBs 50                        
  Lado da água Arrefecimento Máx. ° CBs 15                        
      Mín. ° CBs -8                        
Circuito de refrigeração Carga kg 141                        
Compressor Óleo Volume carregado l 32 32 35 38 38 38 44 50 50 50 57 63 69
  Quantidade_ Compressor de fuso único semi-hermético Compressor de fuso único assimétrico Compressor de fuso único assimétrico Compressor de fuso único assimétrico Compressor de fuso único assimétrico Compressor de fuso único assimétrico Compressor de fuso único assimétrico Compressor de fuso único assimétrico Compressor de fuso único assimétrico Compressor de fuso único assimétrico Compressor de fuso único assimétrico Compressor de fuso único assimétrico Compressor de fuso único assimétrico
Peso Peso em funcionamento kg 6,430 6,530 7,140 7,390 8,160 8,160 9,240 9,640 10,260 10,600 12,640 13,460 14,210
  Unidade kg 6,170 6,280 6,900 7,150 7,720 7,720 8,850 9,250 9,880 10,220 11,790 12,610 13,340
Permutador de ar Tipo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo com sub-arrefecedor integral Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo
Fluido frigorigéneo Circuitos Quantidade 2                        
  Type R-134a                        
Motor do ventilador Entrada Arrefecimento W 1.75                        
  Velocidade Arrefecimento Nom. rpm 900                        
  Accionamento DOL Directo on-line Directo on-line Directo on-line Directo on-line Directo on-line Directo on-line Directo on-line Directo on-line Directo on-line Directo on-line Directo on-line Directo on-line
Capacidade de arrefecimento Nom. kW 672 (1) 734 (1) 828 (1) 898 (1) 1,033 (1) 1,090 (1) 1,232 (1) 1,303 (1) 1,444 (1) 1,538 (1) 1,616 (1) 1,701 (1) 1,795 (1)
Ligações de tubagens Piping connections-=-Evaporator water inlet outlet od 168.3mm 168.3mm 168.3mm 168.3mm 219.1 219.1 219.1 219.1 219.1 219.1 273 273 273
Permutador de calor da água Volume de água l 263 248 241 241 441 441 383 383 374 374 850 850 871
  Perda de carga de água Arrefecimento Nom. kPa 80 83 58 65 63 70 47 52 62 72 63 69 65
  Fuga de água Arrefecimento Nom. l/s 32.00                        
  Material de isolamento Estrutura e tubo de passagem única Estrutura e tubo de passagem única Estrutura e tubo de passagem única Estrutura e tubo de passagem única Estrutura e tubo de passagem única Estrutura e tubo de passagem única Estrutura e tubo de passagem única Estrutura e tubo de passagem única Estrutura e tubo de passagem única Estrutura e tubo de passagem única Estrutura e tubo de passagem única Estrutura e tubo de passagem única Estrutura e tubo de passagem única
Potência absorvida Arrefecimento Nom. kW 245 (1) 239 (1) 269 (1) 309 (1) 343 (1) 380 (1) 404 (1) 447 (1) 494 (1) 538 (1) 564 (1) 596 (1) 619 (1)
Nível de potência sonora Arrefecimento Nom. dBA 98.6 99 100 100 100 100 101 101 101 101 103 103 103
Dispositivos de segurança Item 01 Controlador da protecção contra congelamento da água                        
Dimensões Unidade Largura mm 2,285 2,285 2,285 2,285 2,285 2,285 2,285 2,285 2,285 2,285 2,285 2,285 2,285
    Profundidade mm 6,725 6,725 7,625 7,625 8,525 8,525 10,325 10,325 11,625 12,525 12,525 13,425 14,325
    Altura mm 2,540 2,540 2,540 2,540 2,540 2,540 2,540 2,540 2,540 2,540 2,540 2,540 2,540
Controlo da capacidade Capacidade mínima % 20 20.0 20.0 20.0 20.0 20.0 20.0 20.0 20.0 20.0 13.0 13.0 13.0
  Method Variação contínua Variação contínua Variação contínua Variação contínua Variação contínua Variação contínua Variação contínua Variação contínua Variação contínua Variação contínua Variação contínua Variação contínua Variação contínua
Estrutura Colour Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado
Ventilador Diâmetro mm 800 800 800 800 800 800 800 800 800 800 800 800 800
  Caudal de ar Nom. l/s 54,188 65,026 75,863 75,863 86,701 86,701 108,376 108,376 119,214 130,051 129,455 140,143 151,130
  Velocidade rpm   900 900 900 900 900 900 900 900 900 900 900 900
  Quantidade Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa
Eer 5.07 4.72 4.89 4.88 4.91 4.70 4.70 4.51 4.73 4.83 4.59 4.62 4.61
Ventiladores Corrente de funcionamento nominal A 40 48 56 56 64 64 80 80 88 96 96 104 112
Compressor 3 Corrente de funcionamento máxima A                     345 399 345
Compressor Corrente de funcionamento máxima A 205 240 240 288 288 345 345 399 399 493 345 345 399
  Limite de tensão Mín. % -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10
    Máx. % 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10
  Tensão V 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400
  Método de arranque_ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~
Compressor 2 Corrente de funcionamento máxima A 205 240 288 288 345 345 399 399 493 493 345 345 399
Alimentação eléctrica Limite de tensão Máx. % 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10
    Mín. % -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10
  Frequência Hz 50 50 50 50 50 50 50 50 50 50 50 50 50
  Tensão V 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400
  Fase 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~
Unidade Corrente máxima da unidade para medição dos fios A 494 535 588 633 728 816 825 877 1,000 1,125 1,224 1,253 1,283
  Corrente de funcionamento máxima A 451                        
  Corrente máxima de arranque A 322                        
  Corrente nominal de funcionamento (RLA) Arrefecimento A 362                        
Notas Corrente máxima para medição dos fios: (amperes em carga total dos compressores + corrente dos ventiladores) x 1.1                        
Limite de funcionamento Lado do ar Arrefecimento Mín. ° CBs   -18 -18 -18 -18 -18 -18 -18 -18 -18 -18 -18 -18
      Máx. ° CBs   50 50 50 50 50 50 50 50 50 50 50 50
  Lado da água Arrefecimento Máx. ° CBs   15 15 15 15 15 15 15 15 15 15 15 15
      Mín. ° CBs   -8 -8 -8 -8 -8 -8 -8 -8 -8 -8 -8 -8
Carga Por circuito kg   73.0 81.0 81.0 100.0 100.0 125.0 125.0 125.0 140.0 106.7 113.3 116.7
  Por circuito TCO2Eq   104.4 115.8 115.8 143.0 143.0 178.8 178.8 178.8 200.2 152.5 162.1 166.8
Fluido frigorigéneo Circuitos Quantidade   2 2 2 2 2 2 2 2 2 3 3 3
  Refrigerant-=-Refrigerant type   1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430
Motor do ventilador Entrada Arrefecimento W   21,000 24,500 24,500 28,000 28,000 35,000 35,000 38,500 42,000 42,000 45,500 49,000
Permutador de calor da água Fuga de água Arrefecimento Nom. l/s   35.2 39.7 43.0 49.5 52.3 59.0 62.4 69.2 73.7 77.4 81.5 86.0
Unidade Corrente inicial Máx. A   377 420 451 501 540 590 626 709 772 848 899 949
  Corrente ativa Arrefecimento Nom. A   406 442 485 537 591 636 698 769 837 848 931 970
    Máx. A   529 584 632 697 755 824 877 979 1,081 1,132 1,193 1,255
Notas   Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511 Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511 Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511 Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511 Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511 Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511 Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511 Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511 Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511 Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511 Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511 Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511
    O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent
    Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera. Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera. Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera. Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera. Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera. Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera. Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera. Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera. Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera. Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera. Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera. Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera.
    Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores.
    A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores
    A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida.
    Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água
    Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%.
    Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS).
    O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade.