EWAD170TZSS EWAD205TZSS EWAD235TZSS EWAD270TZSS EWAD320TZSS EWAD365TZSS EWAD370TZSS EWAD415TZSS EWAD465TZSS EWAD500TZSS EWAD540TZSS EWAD590TZSS EWAD640TZSS EWAD710TZSS
Capacidade de arrefecimento Nom. kW 170 204.9 229.1 268.4 316.6 364.7 365.7 412.1 462.6 498.6 535.7 588.8 639.9 710.2
  Nominal kW 170 204.9 229.11 268.4 316.6 364.7 365.71 412.11 462.6 498.6 535.72 588.8 639.9 710.21
Controlo da capacidade Method   Variável Variável Variável Variável Variável Variável Variável Variável Variável Variável Variável Variável Variável Variável
  Capacidade mínima % 33.3 28.6 33.3 28.6 25 22.2 15.4 14.3 16.7 15.4 14.3 13.3 12.5 11.1
Potência absorvida Arrefecimento Nom. kW 62.21 72.51 79.05 96.04 115.7 133.2 133.7 144.6 163.6 177.9 190.1 216.6 234.8 266.6
EER 2.733 2.826 2.898 2.795 2.736 2.739 2.735 2.85 2.829 2.803 2.817 2.719 2.725 2.664
ESEER 4.62 4.61 4.75 4.8 4.82 4.93 4.65 4.81 4.71 4.84 4.83 4.85 4.76 4.92
IPLV 5.8 5.44 6.02 5.84 5.94 5.78 5.86 6.18 6.16 6.09 6.07 6.09 6.13 6.04
SEER 4.18 4.35 4.54 4.53 4.71 4.74 5.58 5.07 4.75 5.97 4.81 4.79 4.93 4.86
Dimensões Unidade Profundidade mm 3,461 4,361 4,361 5,261 5,261 3,218 3,218 4,117 4,117 4,117 5,015 5,015 5,015 5,917
    Altura mm 2,270 2,270 2,270 2,270 2,270 2,270 2,222 2,222 2,222 2,222 2,222 2,222 2,222 2,222
    Largura mm 1,224 1,224 1,224 1,224 1,224 2,258 2,258 2,258 2,258 2,258 2,258 2,258 2,258 2,258
Peso Peso em funcionamento kg 1,915 2,077 2,183 2,504 2,596 2,806 3,995 4,426 4,590 4,645 4,873 5,162 5,231 5,553
  Unidade kg 1,898 1,977 2,083 2,478 2,444 2,756 3,906 4,256 4,426 4,481 4,709 4,892 4,969 5,291
Estrutura Colour   Branco marfim Branco marfim Branco marfim Branco marfim Branco marfim Branco marfim Branco marfim Branco marfim Branco marfim Branco marfim Branco marfim Branco marfim Branco marfim Branco marfim
  Material   Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado
Permutador de calor da água Tipo   Permutador de placas Permutador de placas Permutador de placas Permutador de placas Permutador de placas Permutador de placas Armação e tubo Armação e tubo Armação e tubo Armação e tubo Armação e tubo Armação e tubo Armação e tubo Armação e tubo
  Fuga de água Arrefecimento Nom. l/s 8.1 9.8 11 12.8 15.1 17.4 17.5 19.7 22.1 23.9 25.6 28.2 30.6 34
  Perda de carga de água Arrefecimento Nom. kPa 24.8 24.2 28.6 32.5 25.9 26.7 35.8 50.2 32.7 37.4 42.6 35.5 46.6 57.2
  Volume de água l 16.7 23.5 23.5 26.1 38.8 49.5 89 170 164 164 164 270 262 262
  Material de isolamento   Célula fechada Célula fechada Célula fechada Célula fechada Célula fechada Célula fechada Célula fechada Célula fechada Célula fechada Célula fechada Célula fechada Célula fechada Célula fechada Célula fechada
Permutador de ar Tipo   Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo
Permutador de calor Lado interior   água água água água água água água água água água água água água água
  Outdoor side   ar ar ar ar ar ar ar ar ar ar ar ar ar ar
Ventilador Quantidade   3 4 4 5 5 6 6 8 8 8 10 10 10 12
  Tipo   Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa
  Caudal de ar Nom. l/s 12,399 16,532 16,015 20,665 20,019 24,023 24,023 33,064 33,064 32,030 41,330 41,330 40,038 48,046
    Arrefecimento Rated m³/h 44,636.4 59,515.2 57,654 74,394 72,068.4 86,482.8 86,482.8 119,030.4 119,030.4 115,308 148,788 148,788 144,136.8 172,965.6
  Diâmetro mm 800 800 800 800 800 800 800 800 800 800 800 800 800 800
  Velocidade rpm 700 700 700 700 700 700 700 700 700 700 700 700 700 700
Motor do ventilador Accionamento   LIGAR/DESLIGAR LIGAR/DESLIGAR LIGAR/DESLIGAR LIGAR/DESLIGAR LIGAR/DESLIGAR LIGAR/DESLIGAR LIGAR/DESLIGAR LIGAR/DESLIGAR LIGAR/DESLIGAR LIGAR/DESLIGAR LIGAR/DESLIGAR LIGAR/DESLIGAR LIGAR/DESLIGAR LIGAR/DESLIGAR
  Entrada Arrefecimento W 2,670 3,560 3,560 4,450 4,450 5,340 5,340 7,120 7,120 7,120 8,900 8,900 8,900 10,680
Compressor Quantidade_   1 1 1 1 1 1 2 2 2 2 2 2 2 2
  Compressor-=-Type   Driven vapour compression Driven vapour compression Driven vapour compression Driven vapour compression Driven vapour compression Driven vapour compression Driven vapour compression Driven vapour compression Driven vapour compression Driven vapour compression Driven vapour compression Driven vapour compression Driven vapour compression Driven vapour compression
  Driver   Motor elétrico Motor elétrico Motor elétrico Motor elétrico Motor elétrico Motor elétrico Motor elétrico Motor elétrico Motor elétrico Motor elétrico Motor elétrico Motor elétrico Motor elétrico Motor elétrico
  Óleo Volume carregado l 13 13 13 13 13 13 26 26 26 26 26 26 26 26
Limite de funcionamento Lado do ar Arrefecimento Máx. ° CBs 47 47 47 47 47 47 47 47 47 47 47 47 47 47
      Mín. ° CBs -18 -18 -18 -18 -18 -18 -18 -18 -18 -18 -18 -18 -18 -18
  Lado da água Arrefecimento Máx. ° CBs 15 15 15 15 15 15 15 15 15 15 15 15 15 15
      Mín. ° CBs -8 -8 -8 -8 -8 -8 -8 -8 -8 -8 -8 -8 -8 -8
Nível de potência sonora Arrefecimento Nom. dBA 96 97 96 97 98 101 99 100 99 99 100 100 101 104
Nível de pressão sonora Arrefecimento Nom. dBA 77 77 77 77 78 82 80 80 79 80 80 80 81 84
Fluido frigorigéneo Type   R-134a R-134a R-134a R-134a R-134a R-134a R-134a R-134a R-134a R-134a R-134a R-134a R-134a R-134a
  GWP   1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430
  Circuitos Quantidade   1 1 1 1 1 1 2 2 2 2 2 2 2 2
  Carga kg 29 35 39 46 54 62 62 70 79 85 91 100 109 121
Carga Por circuito kgCO2Eq 41,470 50,050 55,770 65,780 77,220 88,660 44,330 50,050 56,485 60,775 65,065 71,500 77,935 86,515
  Por circuito TCO2Eq 41.5 50.1 55.8 65.8 77.2 88.7 44.3 50.1 56.5 60.8 65.1 71.5 77.9 86.5
Ligações de tubagens Entrada/saída da água do evaporador (DE)   88.9mm 88.9mm 88.9mm 88.9mm 88.9mm 88.9mm 114.3mm 139.7mm 139.7mm 139.7mm 139.7mm 168.3mm 168.3mm 168.3mm
Arrefecimento de espaços Condição A 35°C Pdc kW 170 204.9 229.11 268.4 316.6 364.7 365.7 412.11 462.6 498.6 535.72 588.8 639.9 710.21
    EERd   2.72 2.83 2.9 2.8 2.74 2.74 2.74 2.84 2.83 2.8 2.82 2.72 2.73 2.66
  Condição B 30°C Pdc kW 125.53 152.11 169.54 199.68 235.19 270.36 270.83 312.99 344.21 369.3 396.86 438.22 475.77 526.31
    EERd   3.53 3.62 3.83 3.66 3.68 3.65 3.82 4.32 3.97 3.97 3.98 3.91 3.93 3.84
  Condição C 25°C Pdc kW 79.53 96.42 107.49 126.62 149.19 171.44 172.15 198.99 218.76 234.73 252.26 278.52 302.42 334.62
    EERd   5.07 5.16 5.4 5.42 5.64 5.58 5.42 6.08 5.67 5.76 5.7 5.75 5.89 5.76
  Condição D 20°C Pdc kW 35.75 43.29 48.22 56.78 66.85 76.89 76.98 88.95 97.82 104.96 112.78 124.32 135.2 149.63
    EERd   6.06 6.32 6.39 6.52 7.07 7.34 28.83 8.11 7.06 29.57 7.11 7.04 7.53 7.46
  ηs,c % 164.2 171 178.6 178.2 185.4 186.6 220.2 199.8 187 235.8 189.4 188.6 194.2 191.4
Geral Detalhes do fornecedor/fabricante Nome e endereço   Daikin Applied Europe - Via Piani di S.Maria 72, 00040 Ariccia (Roma), Italy Daikin Applied Europe - Via Piani di S.Maria 72, 00040 Ariccia (Roma), Italy Daikin Applied Europe - Via Piani di S.Maria 72, 00040 Ariccia (Roma), Italy Daikin Applied Europe - Via Piani di S.Maria 72, 00040 Ariccia (Roma), Italy Daikin Applied Europe - Via Piani di S.Maria 72, 00040 Ariccia (Roma), Italy Daikin Applied Europe - Via Piani di S.Maria 72, 00040 Ariccia (Roma), Italy Daikin Applied Europe - Via Piani di S.Maria 72, 00040 Ariccia (Roma), Italy Daikin Applied Europe - Via Piani di S.Maria 72, 00040 Ariccia (Roma), Italy Daikin Applied Europe - Via Piani di S.Maria 72, 00040 Ariccia (Roma), Italy Daikin Applied Europe - Via Piani di S.Maria 72, 00040 Ariccia (Roma), Italy Daikin Applied Europe - Via Piani di S.Maria 72, 00040 Ariccia (Roma), Italy Daikin Applied Europe - Via Piani di S.Maria 72, 00040 Ariccia (Roma), Italy Daikin Applied Europe - Via Piani di S.Maria 72, 00040 Ariccia (Roma), Italy Daikin Applied Europe - Via Piani di S.Maria 72, 00040 Ariccia (Roma), Italy
Nível de potência sonora LW(A) (de acordo com EN14825) dB(A) 96 97 96 97 98 101 99 100 99 99 100 100 101 104
Arrefecimento Cdc (Arrefecimento de deterioração)   0.9 0.9 0.9 0.9 0.9 0.9 0.9 0.9 0.9 0.9 0.9 0.9 0.9 0.9
Condições de classificação padrão utilizadas Aplicação de baixa temperatura Aplicação de baixa temperatura Aplicação de baixa temperatura Aplicação de baixa temperatura Aplicação de baixa temperatura Aplicação de baixa temperatura Aplicação de baixa temperatura Aplicação de baixa temperatura Aplicação de baixa temperatura Aplicação de baixa temperatura Aplicação de baixa temperatura Aplicação de baixa temperatura Aplicação de baixa temperatura Aplicação de baixa temperatura
Consumo de energia noutro modo que não o modo ativo Crankcase heater mode PCK W 0.12 0.12 0.12 0.12 0.12 0.12 0.25 0.25 0.25 0.25 0.25 0.25 0.25 0.25
  Modo desligado POFF W 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
  Modo standby Arrefecimento PSB W 0.05 0.05 0.05 0.05 0.05 0.05 0.1 0.1 0.1 0.1 0.1 0.1 0.1 0.1
  Modo de termostato desligado PTO Arrefecimento W 0.16 0.16 0.16 0.16 0.16 0.18 0.31 0.38 0.31 0.32 0.36 0.54 0.39 0.39
Alimentação eléctrica Fase   3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~
  Frequência Hz 50 50 50 50 50 50 50 50 50 50 50 50 50 50
  Tensão V 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400
  Limite de tensão Mín. % -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10
    Máx. % 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10
Unidade Corrente inicial Máx. A 3 3 3 3 3 3 3 3 3 3 3 3 3 3
  Corrente ativa Arrefecimento Nom. A 105 121 132 159 191 218 223 241 273 294 314 359 385 434
    Máx. A 120 142 156 185 215 246 259 284 313 339 370 402 430 491
  Corrente máxima da unidade para medição dos fios A 130 155 170 186 234 246 282 310 341 367 372 438 469 491
Ventiladores Corrente de funcionamento nominal A 8 10 10 13 13 16 16 21 21 21 26 26 26 31
Compressor Fase   3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~
  Tensão V 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400
  Limite de tensão Mín. % -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10
    Máx. % 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10
  Corrente de funcionamento máxima A 112 132 146 172 202 230 122 132 146 159 172 188 202 230
  Método de arranque_   Inverter Inverter Inverter Inverter Inverter Inverter Inverter Inverter Inverter Inverter Inverter Inverter Inverter Inverter
Compressor 2 Corrente de funcionamento máxima A             122 132 146 159 172 188 202 230
Notas Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511 Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511 Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511 Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511 Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511 Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511 Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511 Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511 Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511 Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511 Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511 Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511 Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511 Cálculos de desempenho de acordo com EN 14511
  O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent O nível de potência sonora (a condições padrão) é medido de acordo com a ISO9614, Eurovent 8/1, para unidades com certificação Eurovent
  Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água
  Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%.
  Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera. Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera. Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera. Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera. Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera. Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera. Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera. Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera. Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera. Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera. Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera. Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera. Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera. Corrente máxima de arranque: a unidade é controlada por inverter. Sem entrada de corrente no arranque. O valor declarado refere-se à corrente em espera.
  Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores.
  A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores
  A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida.
  Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS).
  O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade.