Dados Técnicos para EWWD-DZXE

EWWD340DZXEA1 EWWD470DZXEA1 EWWD570DZXEA1 EWWD670DZXEA2 EWWD680DZXEA2 EWWD740DZXEA1 EWWD950DZXEA2 EWWDC10DZXEA3 EWWDC11DZXEA2 EWWDC14DZXEA3 EWWDC15DZXEA2 EWWDC17DZXEA3 EWWDC22DZXEA3
Capacidade de arrefecimento Nom. kW 341 474 566 670 682 742 946 1,038 1,130 1,437 1,478 1,685 2,173
Controlo da capacidade Desodorizante   Variável Variável Variável Variável Variável Variável Variável Variável Variável Variável Variável Variável Variável
  Capacidade mínima % 29 20 20 15 15 17 10 10 10 7 9 7 6
Potência nominal Arrefecimento Nom. kW 69.9 93.5 108 138.4 138 131 186 210 216 288 263 329 393
EER 4.88 5.07 5.22 4.84 4.91 5.65 5.08 4.94 5.23 4.98 5.6 5.12 5.53
ESEER 7.81 7.83 8.11 7.52 8 8.09 7.96   8.26   8.22    
Dimensões Unidade Profundidade mm 3,625 3,625 3,625 3,625 3,585 3,585 3,585 4,688 3,580 4,793 3,580 4,768 4,812
    Altura mm 1,865 1,865 1,865 1,985 1,985 1,985 1,985 2,082 2,200 2,083 2,200 2,225 2,290
    Largura mm 1,055 1,055 1,055 1,160 1,160 1,160 1,160 1,510 1,270 1,510 1,270 1,510 1,510
Peso Unidade kg 1,750 1,950 2,050 2,850 2,850 2,650 3,000 4,400 3,700 4,700 3,900 5,100 5,900
  Peso em funcionamento kg 2,033 2,276 2,407 3,197 3,354 3,162 3,568 4,970 4,412 5,370 4,699 5,890 6,920
Permutador de calor da água - evaporador Tipo   Estrutura e tubo inundados Estrutura e tubo inundados Estrutura e tubo inundados Estrutura e tubo inundados Estrutura e tubo inundados Estrutura e tubo inundados Estrutura e tubo inundados Estrutura e tubo inundados Estrutura e tubo inundados Estrutura e tubo inundados Estrutura e tubo inundados Estrutura e tubo inundados Estrutura e tubo inundados
  Volume de água l 70 96 107 107 134 134 156 207.3 199 317.4 229 317.4 444.3
  Caudal de água Nom. l/s 16.4 22.7 27.1 32 32.7 35.6 45.3   54.1   70.9    
Permutador de calor da água - condensador Tipo   Armação e tubo Armação e tubo Armação e tubo Armação e tubo Armação e tubo Armação e tubo Armação e tubo Estrutura inundada e Tubo Armação e tubo Estrutura inundada e Tubo Armação e tubo Estrutura inundada e Tubo Estrutura inundada e Tubo
  Caudal de água Nom. l/s 19.6 27 32.1 38.6 39.1 41.6 53.9   64.1   83    
Compressor Compressor-=-Type   Driven vapour compressor Driven vapour compressor Driven vapour compressor Driven vapour compressor Driven vapour compressor Driven vapour compressor Driven vapour compressor Driven vapour compression Driven vapour compressor Driven vapour compression Driven vapour compressor Driven vapour compression Driven vapour compression
  Quantidade_   1 1 1 2 2 1 2 3 2 3 2 3 3
Nível de potência sonora Arrefecimento Nom. dBA 87.9 88.9 89.9 91.1 91 91.1 92 98 93.3 99 94.3 100 101
Nível de pressão sonora Arrefecimento Nom. dBA 69.6 70.6 71.6 72.6 72.6 72.6 73.6 79 74.6 80 75.6 81 82
Fluido frigorigéneo Tipo   R-134a R-134a R-134a R-134a R-134a R-134a R-134a R-134a R-134a R-134a R-134a R-134a R-134a
  Carga kg 130 130 130 120 200 190 200 350 250 400 250 420 470
  Circuitos Quantidade   1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
  GWP   1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430
Carga Por circuito TCO2Eq 186 186 186 172 286 272 286   358   358    
Alimentação eléctrica Fase   3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~
  Frequência Hz 50 50 50 50 50 50 50 50 50 50 50 50 50
  Tensão V 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400
Notas (1) - Todos os desempenhos (Capacidade de arrefecimento, potência absorvida no arrefecimento e o EER) baseiam-se nas seguintes condições: evaporador 12,0/7,0°C; ambiente 35,0°C, unidade com funcionamento em plena carga, líquido de funcionamento: água, factor de entupimento = 0 (1) - Todos os desempenhos (Capacidade de arrefecimento, potência absorvida no arrefecimento e o EER) baseiam-se nas seguintes condições: evaporador 12,0/7,0°C; ambiente 35,0°C, unidade com funcionamento em plena carga, líquido de funcionamento: água, factor de entupimento = 0 (1) - Todos os desempenhos (Capacidade de arrefecimento, potência absorvida no arrefecimento e o EER) baseiam-se nas seguintes condições: evaporador 12,0/7,0°C; ambiente 35,0°C, unidade com funcionamento em plena carga, líquido de funcionamento: água, factor de entupimento = 0 (1) - Todos os desempenhos (Capacidade de arrefecimento, potência absorvida no arrefecimento e o EER) baseiam-se nas seguintes condições: evaporador 12,0/7,0°C; ambiente 35,0°C, unidade com funcionamento em plena carga, líquido de funcionamento: água, factor de entupimento = 0 (1) - Todos os desempenhos (Capacidade de arrefecimento, potência absorvida no arrefecimento e o EER) baseiam-se nas seguintes condições: evaporador 12,0/7,0°C; ambiente 35,0°C, unidade com funcionamento em plena carga, líquido de funcionamento: água, factor de entupimento = 0 (1) - Todos os desempenhos (Capacidade de arrefecimento, potência absorvida no arrefecimento e o EER) baseiam-se nas seguintes condições: evaporador 12,0/7,0°C; ambiente 35,0°C, unidade com funcionamento em plena carga, líquido de funcionamento: água, factor de entupimento = 0 (1) - Todos os desempenhos (Capacidade de arrefecimento, potência absorvida no arrefecimento e o EER) baseiam-se nas seguintes condições: evaporador 12,0/7,0°C; ambiente 35,0°C, unidade com funcionamento em plena carga, líquido de funcionamento: água, factor de entupimento = 0 (1) - Todos os desempenhos (Capacidade de arrefecimento, potência absorvida no arrefecimento e o EER) baseiam-se nas seguintes condições: evaporador 12,0/7,0°C; ambiente 35,0°C, unidade com funcionamento em plena carga, líquido de funcionamento: água, factor de entupimento = 0 (1) - Todos os desempenhos (Capacidade de arrefecimento, potência absorvida no arrefecimento e o EER) baseiam-se nas seguintes condições: evaporador 12,0/7,0°C; ambiente 35,0°C, unidade com funcionamento em plena carga, líquido de funcionamento: água, factor de entupimento = 0 (1) - Todos os desempenhos (Capacidade de arrefecimento, potência absorvida no arrefecimento e o EER) baseiam-se nas seguintes condições: evaporador 12,0/7,0°C; ambiente 35,0°C, unidade com funcionamento em plena carga, líquido de funcionamento: água, factor de entupimento = 0 (1) - Todos os desempenhos (Capacidade de arrefecimento, potência absorvida no arrefecimento e o EER) baseiam-se nas seguintes condições: evaporador 12,0/7,0°C; ambiente 35,0°C, unidade com funcionamento em plena carga, líquido de funcionamento: água, factor de entupimento = 0 (1) - Todos os desempenhos (Capacidade de arrefecimento, potência absorvida no arrefecimento e o EER) baseiam-se nas seguintes condições: evaporador 12,0/7,0°C; ambiente 35,0°C, unidade com funcionamento em plena carga, líquido de funcionamento: água, factor de entupimento = 0 (1) - Todos os desempenhos (Capacidade de arrefecimento, potência absorvida no arrefecimento e o EER) baseiam-se nas seguintes condições: evaporador 12,0/7,0°C; ambiente 35,0°C, unidade com funcionamento em plena carga, líquido de funcionamento: água, factor de entupimento = 0
  (2) - Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. (2) - Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. (2) - Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. (2) - Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. (2) - Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. (2) - Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. (2) - Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. (2) - Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. (2) - Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. (2) - Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. (2) - Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. (2) - Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. (2) - Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%.
  (3) - No caso de unidades acionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque. (3) - No caso de unidades acionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque. (3) - No caso de unidades acionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque. (3) - No caso de unidades acionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque. (3) - No caso de unidades acionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque. (3) - No caso de unidades acionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque. (3) - No caso de unidades acionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque. (3) - No caso de unidades acionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque. (3) - No caso de unidades acionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque. (3) - No caso de unidades acionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque. (3) - No caso de unidades acionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque. (3) - No caso de unidades acionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque. (3) - No caso de unidades acionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque.
  (4) - O modo de arrefecimento de corrente de funcionamento nominal é baseada nas seguintes condições: evaporador 12 °C/7 °C; condensador 30 °C/35 °C (4) - O modo de arrefecimento de corrente de funcionamento nominal é baseada nas seguintes condições: evaporador 12 °C/7 °C; condensador 30 °C/35 °C (4) - O modo de arrefecimento de corrente de funcionamento nominal é baseada nas seguintes condições: evaporador 12 °C/7 °C; condensador 30 °C/35 °C (4) - O modo de arrefecimento de corrente de funcionamento nominal é baseada nas seguintes condições: evaporador 12 °C/7 °C; condensador 30 °C/35 °C (4) - O modo de arrefecimento de corrente de funcionamento nominal é baseada nas seguintes condições: evaporador 12 °C/7 °C; condensador 30 °C/35 °C (4) - O modo de arrefecimento de corrente de funcionamento nominal é baseada nas seguintes condições: evaporador 12 °C/7 °C; condensador 30 °C/35 °C (4) - O modo de arrefecimento de corrente de funcionamento nominal é baseada nas seguintes condições: evaporador 12 °C/7 °C; condensador 30 °C/35 °C (4) - O modo de arrefecimento de corrente de funcionamento nominal é baseada nas seguintes condições: evaporador 12 °C/7 °C; condensador 30 °C/35 °C (4) - O modo de arrefecimento de corrente de funcionamento nominal é baseada nas seguintes condições: evaporador 12 °C/7 °C; condensador 30 °C/35 °C (4) - O modo de arrefecimento de corrente de funcionamento nominal é baseada nas seguintes condições: evaporador 12 °C/7 °C; condensador 30 °C/35 °C (4) - O modo de arrefecimento de corrente de funcionamento nominal é baseada nas seguintes condições: evaporador 12 °C/7 °C; condensador 30 °C/35 °C (4) - O modo de arrefecimento de corrente de funcionamento nominal é baseada nas seguintes condições: evaporador 12 °C/7 °C; condensador 30 °C/35 °C (4) - O modo de arrefecimento de corrente de funcionamento nominal é baseada nas seguintes condições: evaporador 12 °C/7 °C; condensador 30 °C/35 °C
  (5) - Corrente máxima para medição dos fios: amperes em carga total do compressor x 1,1 (5) - Corrente máxima para medição dos fios: amperes em carga total do compressor x 1,1 (5) - Corrente máxima para medição dos fios: amperes em carga total do compressor x 1,1 (5) - Corrente máxima para medição dos fios: amperes em carga total do compressor x 1,1 (5) - Corrente máxima para medição dos fios: amperes em carga total do compressor x 1,1 (5) - Corrente máxima para medição dos fios: amperes em carga total do compressor x 1,1 (5) - Corrente máxima para medição dos fios: amperes em carga total do compressor x 1,1 (5) - Corrente máxima para medição dos fios: amperes em carga total do compressor x 1,1 (5) - Corrente máxima para medição dos fios: amperes em carga total do compressor x 1,1 (5) - Corrente máxima para medição dos fios: amperes em carga total do compressor x 1,1 (5) - Corrente máxima para medição dos fios: amperes em carga total do compressor x 1,1 (5) - Corrente máxima para medição dos fios: amperes em carga total do compressor x 1,1 (5) - Corrente máxima para medição dos fios: amperes em carga total do compressor x 1,1
  (6) - Todos os dados estão sujeitos a alterações sem aviso prévio. Consulte os dados na placa de características da unidade. (6) - Todos os dados estão sujeitos a alterações sem aviso prévio. Consulte os dados na placa de características da unidade. (6) - Todos os dados estão sujeitos a alterações sem aviso prévio. Consulte os dados na placa de características da unidade. (6) - Todos os dados estão sujeitos a alterações sem aviso prévio. Consulte os dados na placa de características da unidade. (6) - Todos os dados estão sujeitos a alterações sem aviso prévio. Consulte os dados na placa de características da unidade. (6) - Todos os dados estão sujeitos a alterações sem aviso prévio. Consulte os dados na placa de características da unidade. (6) - Todos os dados estão sujeitos a alterações sem aviso prévio. Consulte os dados na placa de características da unidade. (6) - Todos os dados estão sujeitos a alterações sem aviso prévio. Consulte os dados na placa de características da unidade. (6) - Todos os dados estão sujeitos a alterações sem aviso prévio. Consulte os dados na placa de características da unidade. (6) - Todos os dados estão sujeitos a alterações sem aviso prévio. Consulte os dados na placa de características da unidade. (6) - Todos os dados estão sujeitos a alterações sem aviso prévio. Consulte os dados na placa de características da unidade. (6) - Todos os dados estão sujeitos a alterações sem aviso prévio. Consulte os dados na placa de características da unidade. (6) - Todos os dados estão sujeitos a alterações sem aviso prévio. Consulte os dados na placa de características da unidade.
  (7) - Os dados do nível sonoro são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. da água de entrada do condensador 30°C; temp. da água de saída do condensador 35°C; funcionamento em carga total; norma: ISO3744 (7) - Os dados do nível sonoro são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. da água de entrada do condensador 30°C; temp. da água de saída do condensador 35°C; funcionamento em carga total; norma: ISO3744 (7) - Os dados do nível sonoro são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. da água de entrada do condensador 30°C; temp. da água de saída do condensador 35°C; funcionamento em carga total; norma: ISO3744 (7) - Os dados do nível sonoro são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. da água de entrada do condensador 30°C; temp. da água de saída do condensador 35°C; funcionamento em carga total; norma: ISO3744 (7) - Os dados do nível sonoro são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. da água de entrada do condensador 30°C; temp. da água de saída do condensador 35°C; funcionamento em carga total; norma: ISO3744 (7) - Os dados do nível sonoro são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. da água de entrada do condensador 30°C; temp. da água de saída do condensador 35°C; funcionamento em carga total; norma: ISO3744 (7) - Os dados do nível sonoro são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. da água de entrada do condensador 30°C; temp. da água de saída do condensador 35°C; funcionamento em carga total; norma: ISO3744 (7) - Os dados do nível sonoro são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. da água de entrada do condensador 30°C; temp. da água de saída do condensador 35°C; funcionamento em carga total; norma: ISO3744 (7) - Os dados do nível sonoro são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. da água de entrada do condensador 30°C; temp. da água de saída do condensador 35°C; funcionamento em carga total; norma: ISO3744 (7) - Os dados do nível sonoro são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. da água de entrada do condensador 30°C; temp. da água de saída do condensador 35°C; funcionamento em carga total; norma: ISO3744 (7) - Os dados do nível sonoro são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. da água de entrada do condensador 30°C; temp. da água de saída do condensador 35°C; funcionamento em carga total; norma: ISO3744 (7) - Os dados do nível sonoro são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. da água de entrada do condensador 30°C; temp. da água de saída do condensador 35°C; funcionamento em carga total; norma: ISO3744 (7) - Os dados do nível sonoro são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. da água de entrada do condensador 30°C; temp. da água de saída do condensador 35°C; funcionamento em carga total; norma: ISO3744
  (8) - A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores (8) - A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores (8) - A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores (8) - A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores (8) - A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores (8) - A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores (8) - A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores (8) - A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores (8) - A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores (8) - A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores (8) - A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores (8) - A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores (8) - A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores
  (9) - A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. (9) - A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. (9) - A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. (9) - A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. (9) - A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. (9) - A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. (9) - A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. (9) - A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. (9) - A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. (9) - A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. (9) - A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. (9) - A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. (9) - A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida.