Dados Técnicos para EWYD-BZSS

EWYD250BZSS EWYD270BZSS EWYD290BZSS EWYD320BZSS EWYD340BZSS EWYD370BZSS EWYD380BZSS EWYD410BZSS EWYD440BZSS EWYD460BZSS EWYD510BZSS EWYD520BZSS EWYD580BZSS
Nível de pressão sonora Arrefecimento Nom. dBA 82 (4) 82 (4) 82 (4) 82 (4) 82 (4) 82 (4) 82 (4) 83 (4) 83 (4) 84 (4) 84 (4) 84 (4) 84 (4)
Limite de funcionamento Lado do ar Arrefecimento Mín. ° CBs -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10
      Máx. ° CBs 45 45 45 45 45 45 45 45 45 45 45 45 45
    Aquecimento Máx. ° CBs 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20
      Mín. ° CBs -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10
  Lado da água Aquecimento Mín. ° CBs 35 35 35 35 35 35 35 35 35 35 35 35 35
      Máx. ° CBs 55 55 55 55 55 55 55 55 55 55 55 55 55
    Arrefecimento Máx. ° CBs 15 15 15 15 15 15 15 15 15 15 15 15 15
      Mín. ° CBs -8 -8 -8 -8 -8 -8 -8 -8 -8 -8 -8 -8 -8
Carga Por circuito kg 43.0 44.0 43.0 46.0 46.5 46.5 47.0 50.0 50.0 47.0 47.0 47.0 49.0
  Por circuito TCO2Eq 61.5 62.9 61.5 65.8 66.5 66.5 67.2 71.5 71.5 67.2 67.2 67.2 70.1
Compressor Óleo Volume carregado l 26 26 26 26 26 26 26 26 26 39 39 39 39
  Quantidade_ Compressores de mono parafuso Compressores de mono parafuso Compressores de mono parafuso Compressores de mono parafuso Compressores de mono parafuso Compressores de mono parafuso Compressores de mono parafuso Compressores de mono parafuso Compressores de mono parafuso Compressores de mono parafuso Compressores de mono parafuso Compressores de mono parafuso Compressores de mono parafuso
Aquecimento de espaços geral Outro Space heating general-=-Other-=-Cdh degradation heating 0.9 0.9 0.9 0.9 0.9 0.9              
Peso Peso em funcionamento kg 3,550 3,595 3,640 4,010 4,010 4,068 4,138 4,518 4,518 5,255 5,724 5,964 5,953
  Unidade kg 3,410 3,455 3,500 3,870 3,870 3,940 4,010 4,390 4,390 5,015 5,495 5,735 5,735
Permutador de ar Tipo Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo com sub-arrefecedor integral Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo com sub-arrefecedor integral Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo com sub-arrefecedor integral Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo com sub-arrefecedor integral Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo com sub-arrefecedor integral Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo com sub-arrefecedor integral Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo com sub-arrefecedor integral Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo com sub-arrefecedor integral Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo com sub-arrefecedor integral Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo com sub-arrefecedor integral Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo com sub-arrefecedor integral Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo com sub-arrefecedor integral Alheta de elevada eficiência e tipo de tubo com sub-arrefecedor integral
General Detalhes do fornecedor/fabricante Nome e endereço Daikin Applied Europe Daikin Applied Europe Daikin Applied Europe Daikin Applied Europe Daikin Applied Europe Daikin Applied Europe              
  Descrição do produto General-=-Product description-=-Low temperature heat pump Não Não Não Não Não Não              
Nível de potência sonora LW(A) (de acordo com EN14825) dB(A) 101 101 101 101 101 101              
Fluido frigorigéneo Circuitos Quantidade 2 2 2 2 2 2 2 2 2 3 3 3 3
  Refrigerant-=-Refrigerant type 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430 1,430
Motor do ventilador Entrada Aquecimento W 10,500 10,500 10,500 14,000 14,000 14,000 14,000 1,750 1,750 21,000 21,000 21,000 21,000
  Accionamento DOL DOL DOL DOL DOL DOL DOL DOL DOL DOL DOL DOL DOL
Capacidade de arrefecimento Nom. kW 253 (1) 272 (1) 291 (1) 323 (1) 337 (1) 363 (1) 380 (1) 411 (1) 433 (1) 455 (1) 502 (1) 519 (1) 580 (1)
Ligações de tubagens Piping connections-=-Evaporator water inlet outlet od 139.7mm 139.7mm 139.7mm 139.7mm 139.7mm 139.7mm 139.7mm 139.7mm 139.7mm 219.1 219.1 219.1 219.1
Permutador de calor da água Volume de água l 138 138 138 133 133 128 128 128 128 240 229 229 218
  Perda de carga de água Arrefecimento Nom. kPa 40 46 44 50 55 60 65 74 80 47 85 91 61
    Aquecimento Nom. kPa 30 35 52 37 40 45 51 59 64 42 63 69 59
  Fuga de água Arrefecimento Nom. l/s 12.1 13.0 13.9 15.5 16.2 17.4 18.2 19.7 20.8 21.8 24.1 24.9 27.8
    Aquecimento Nom. l/s 13.1 14.4 15.7 16.1 16.9 18.3 19.8 21.4 22.4 23.0 25.6 27.0 29.7
  Material de isolamento Estrutura e tubo de passagem única Estrutura e tubo de passagem única Estrutura e tubo de passagem única Estrutura e tubo de passagem única Estrutura e tubo de passagem única Estrutura e tubo de passagem única Estrutura e tubo de passagem única Estrutura e tubo de passagem única Estrutura e tubo de passagem única Estrutura e tubo de passagem única Estrutura e tubo de passagem única Estrutura e tubo de passagem única Estrutura e tubo de passagem única
Potência nominal Arrefecimento Nom. kW 91.3 (1) 101 (1) 110 (1) 117 (1) 125 (1) 135 (1) 144 (1) 154 (1) 165 (1) 163 (1) 182 (1) 189 (1) 218 (1)
  Aquecimento Nom. kW 91.4 (2) 100 (2) 108 (2) 118 (2) 126 (2) 133 (2) 143 (2) 157 (2) 167 (2) 165 (2) 178 (2) 186 (2) 208 (2)
Nível de potência sonora Arrefecimento Nom. dBA 101 101 101 101 101 101 101 102 102 104 104 104 104
Dimensões Unidade Largura mm 2,254 2,254 2,254 2,254 2,254 2,254 2,254 2,254 2,254 2,254 2,254 2,254 2,254
    Profundidade mm 3,547 3,547 3,547 4,428 4,428 4,428 4,428 5,329 5,329 6,659 6,659 6,659 6,659
    Altura mm 2,335 2,335 2,335 2,335 2,335 2,335 2,335 2,335 2,335 2,280 2,280 2,280 2,280
Controlo da capacidade Capacidade mínima % 13.0 13.0 13.0 13.0 13.0 13.0 13.0 13.0 13.0 9.0 9.0 9.0 9.0
  Desodorizante Variação contínua Variação contínua Variação contínua Variação contínua Variação contínua Variação contínua Variação contínua Variação contínua Variação contínua Variação contínua Variação contínua Variação contínua Variação contínua
Casing Cor Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado Folha de aço galvanizado e pintado
Aquecimento de espaços Clima médio, saída da água 35 °C Condição A (-7° CBs/-8° CBh) PERd % 100.0 100.0 100.0 84.0 84.0 84.0              
      Pdh kW 222.2 244.8 266.5 239.2 248.8 274.4              
      Space heating-=-Average climate water outlet 35°C-=-A Condition (-7°CDB/-8°CWB)-=-Copd 2.30 2.31 2.32 2.32 2.31 2.32              
    Condição C (7° CBs/6° CBh) Pdh kW 98.0 108.0 124.4 95.8 99.6 109.8              
      PERd % 38.0 38.0 40.0 26.0 26.0 27.0              
      Space heating-=-Average climate water outlet 35°C-=-C Condition (7°CDB/6°CWB)-=-Copd 0.9 0.9 0.9 0.9 0.9 0.9              
    Condição D (12 °CBs/11 °CBh) Pdh kW 42.1 46.4 53.5 41.2 42.9 47.2              
      PERd % 11.0 11.0 11.0 6.5 6.4 6.6              
      Space heating-=-Average climate water outlet 35°C-=-D Condition (12°CDB/11°CWB)-=-Copd 0.9 0.9 0.9 0.9 0.9 0.9              
    Capacidade suplementar pot. calorífica nominal Psup (a Tdesign -10 °C) kW 49.7 55.4 80.3 8.5 8.8 9.7              
    Geral Consumo anual de energia kWh 179,595 198,150 228,650 175,211 182,022 200,836              
      Ƞs (Eficiência sazonal de aquecimento de espaços) % 125 125 125 125 125 125              
      A -10°C kW 279 308 354 272 283 312              
      Space heating-=-Average climate water outlet 35°C-=-General-=-Scop 3.21 3.21 3.20 3.20 3.21 3.21              
    Condição B (2 °CBs/1 °CBh) Pdh kW 150.7 166.1 191.3 158.2 164.5 181.5              
      PERd % 61.0 61.0 65.0 45.0 45.0 45.0              
      Space heating-=-Average climate water outlet 35°C-=-B Condition (2°CDB/1°CWB)-=-Copd 0.9 0.9 0.9 0.9 0.9 0.9              
    Tbiv (temperatura bivalente) Pdh kW 225.3 248.4 272.5 261.3 271.7 299.7              
      PERd % 100.0 100.0 100.0 100.0 100.0 100.0              
      Tbiv °C -5 -5 -4 -9 -9 -9              
      Space heating-=-Average climate water outlet 35°C-=-Tbiv (bivalent temperature)-=-Copd 2.48 2.48 2.57 2.20 2.14 2.17              
    Tol (temperatura-limite de funcionamento) PERd % 100.0 100.0 100.0 100.0 100.0 100.0              
      WTOL °C 50 50 50 50 50 50              
      Pdh kW 229.3 252.1 273.9 263.2 273.8 302.0              
      TOL °C -10 -10 -10 -10 -10 -10              
      Space heating-=-Average climate water outlet 35°C-=-Tol (temperature operating limit)-=-Copd 2.20 2.21 2.22 2.17 2.12 2.14              
Fan Diâmetro mm 800 800 800 800 800 800 800 800 800 800 800 800 800
  Caudal de ar Nom. l/s 31,729 31,422 31,115 42,306 42,306 42,337 41,487 52,882 52,882 63,458 62,640 61,652 62,231
  Velocidade rpm 900 900 900 900 900 900 900 900 900 900 900 900 900
  Quantidade Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa Hélice directa
Capacidade de aquecimento Nom. kW 271 (2) 298 (2) 325 (2) 334 (2) 350 (2) 380 (2) 412 (2) 445 (2) 465 (2) 477 (2) 533 (2) 561 (2) 618 (2)
Sound condition ecodesign and energy label 3.93 3.92 3.89 3.95 3.89 3.90 3.82 3.91 3.89 4.18 4.01 4.01 3.93
Ventiladores Corrente de funcionamento nominal A 24 24 24 32 32 32 32 40 40 48 48 48 48
Compressor 3 Corrente de funcionamento máxima A                   94 94 128 128
Compressor Corrente de funcionamento máxima A 94 94 94 94 128 128 128 128 148 94 128 128 128
  Limite de tensão Mín. % -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10
    Máx. % 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10
  Tensão V 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400
  Método de arranque_ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~
Compressor 2 Corrente de funcionamento máxima A 94 94 94 128 128 128 128 148 148 94 128 128 128
Alimentação eléctrica Limite de tensão Máx. % 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10
    Mín. % -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10 -10
  Frequência Hz 50 50 50 50 50 50 50 50 50 50 50 50 50
  Tensão V 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400 400
  Fase 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~ 3~
Unidade Corrente máxima da unidade para medição dos fios A 211 211 212 254 288 288 288 316 336 329 398 432 432
  Corrente inicial Máx. A 150 150 150 181 204 204 204 224 238 245 300 323 323
  Corrente ativa Arrefecimento Nom. A 137 150 164 176 188 202 214 229 244 246 270 281 322
    Máx. A 211 211 212 254 288 288 288 316 336 329 398 432 432
Notas Arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total. Arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total. Arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total. Arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total. Arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total. Arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total. Arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total. Arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total. Arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total. Arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total. Arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total. Arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total. Arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total.
  Aquecimento: permutador de ar 7,0 - 90% °C; permutador de água 50,0/45,0, unidade com funcionamento em plena carga. Aquecimento: permutador de ar 7,0 - 90% °C; permutador de água 50,0/45,0, unidade com funcionamento em plena carga. Aquecimento: permutador de ar 7,0 - 90% °C; permutador de água 50,0/45,0, unidade com funcionamento em plena carga. Aquecimento: permutador de ar 7,0 - 90% °C; permutador de água 50,0/45,0, unidade com funcionamento em plena carga. Aquecimento: permutador de ar 7,0 - 90% °C; permutador de água 50,0/45,0, unidade com funcionamento em plena carga. Aquecimento: permutador de ar 7,0 - 90% °C; permutador de água 50,0/45,0, unidade com funcionamento em plena carga. Aquecimento: permutador de ar 7,0 - 90% °C; permutador de água 50,0/45,0, unidade com funcionamento em plena carga. Aquecimento: permutador de ar 7,0 - 90% °C; permutador de água 50,0/45,0, unidade com funcionamento em plena carga. Aquecimento: permutador de ar 7,0 - 90% °C; permutador de água 50,0/45,0, unidade com funcionamento em plena carga. Aquecimento: permutador de ar 7,0 - 90% °C; permutador de água 50,0/45,0, unidade com funcionamento em plena carga. Aquecimento: permutador de ar 7,0 - 90% °C; permutador de água 50,0/45,0, unidade com funcionamento em plena carga. Aquecimento: permutador de ar 7,0 - 90% °C; permutador de água 50,0/45,0, unidade com funcionamento em plena carga. Aquecimento: permutador de ar 7,0 - 90% °C; permutador de água 50,0/45,0, unidade com funcionamento em plena carga.
  O SCOP é baseado nas seguintes condições: Tbivalent +2 °C, Tdesign -10 °C, Condições ambiente médias, Ref. EN14825. O SCOP é baseado nas seguintes condições: Tbivalent +2 °C, Tdesign -10 °C, Condições ambiente médias, Ref. EN14825. O SCOP é baseado nas seguintes condições: Tbivalent +2 °C, Tdesign -10 °C, Condições ambiente médias, Ref. EN14825. O SCOP é baseado nas seguintes condições: Tbivalent +2 °C, Tdesign -10 °C, Condições ambiente médias, Ref. EN14825. O SCOP é baseado nas seguintes condições: Tbivalent +2 °C, Tdesign -10 °C, Condições ambiente médias, Ref. EN14825. O SCOP é baseado nas seguintes condições: Tbivalent +2 °C, Tdesign -10 °C, Condições ambiente médias, Ref. EN14825. O SCOP é baseado nas seguintes condições: Tbivalent +2 °C, Tdesign -10 °C, Condições ambiente médias, Ref. EN14825. O SCOP é baseado nas seguintes condições: Tbivalent +2 °C, Tdesign -10 °C, Condições ambiente médias, Ref. EN14825. O SCOP é baseado nas seguintes condições: Tbivalent +2 °C, Tdesign -10 °C, Condições ambiente médias, Ref. EN14825. O SCOP é baseado nas seguintes condições: Tbivalent +2 °C, Tdesign -10 °C, Condições ambiente médias, Ref. EN14825. O SCOP é baseado nas seguintes condições: Tbivalent +2 °C, Tdesign -10 °C, Condições ambiente médias, Ref. EN14825. O SCOP é baseado nas seguintes condições: Tbivalent +2 °C, Tdesign -10 °C, Condições ambiente médias, Ref. EN14825. O SCOP é baseado nas seguintes condições: Tbivalent +2 °C, Tdesign -10 °C, Condições ambiente médias, Ref. EN14825.
  Os níveis de pressão sonora são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total; Standard: ISO3744 Os níveis de pressão sonora são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total; Standard: ISO3744 Os níveis de pressão sonora são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total; Standard: ISO3744 Os níveis de pressão sonora são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total; Standard: ISO3744 Os níveis de pressão sonora são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total; Standard: ISO3744 Os níveis de pressão sonora são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total; Standard: ISO3744 Os níveis de pressão sonora são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total; Standard: ISO3744 Os níveis de pressão sonora são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total; Standard: ISO3744 Os níveis de pressão sonora são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total; Standard: ISO3744 Os níveis de pressão sonora são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total; Standard: ISO3744 Os níveis de pressão sonora são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total; Standard: ISO3744 Os níveis de pressão sonora são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total; Standard: ISO3744 Os níveis de pressão sonora são medidos a temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. ar ambiente 35°C; funcionamento em carga total; Standard: ISO3744
  Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%. Tolerância de tensão permitida ± 10%. O desequilíbrio da tensão entre fases tem de ser ± 3%.
  Corrente máxima de arranque: corrente de arranque do compressor maior + corrente dos outros compressores à carga máxima + corrente dos ventiladores à carga máxima. No caso de unidades accionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque. Corrente máxima de arranque: corrente de arranque do compressor maior + corrente dos outros compressores à carga máxima + corrente dos ventiladores à carga máxima. No caso de unidades accionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque. Corrente máxima de arranque: corrente de arranque do compressor maior + corrente dos outros compressores à carga máxima + corrente dos ventiladores à carga máxima. No caso de unidades accionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque. Corrente máxima de arranque: corrente de arranque do compressor maior + corrente dos outros compressores à carga máxima + corrente dos ventiladores à carga máxima. No caso de unidades accionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque. Corrente máxima de arranque: corrente de arranque do compressor maior + corrente dos outros compressores à carga máxima + corrente dos ventiladores à carga máxima. No caso de unidades accionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque. Corrente máxima de arranque: corrente de arranque do compressor maior + corrente dos outros compressores à carga máxima + corrente dos ventiladores à carga máxima. No caso de unidades accionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque. Corrente máxima de arranque: corrente de arranque do compressor maior + corrente dos outros compressores à carga máxima + corrente dos ventiladores à carga máxima. No caso de unidades accionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque. Corrente máxima de arranque: corrente de arranque do compressor maior + corrente dos outros compressores à carga máxima + corrente dos ventiladores à carga máxima. No caso de unidades accionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque. Corrente máxima de arranque: corrente de arranque do compressor maior + corrente dos outros compressores à carga máxima + corrente dos ventiladores à carga máxima. No caso de unidades accionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque. Corrente máxima de arranque: corrente de arranque do compressor maior + corrente dos outros compressores à carga máxima + corrente dos ventiladores à carga máxima. No caso de unidades accionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque. Corrente máxima de arranque: corrente de arranque do compressor maior + corrente dos outros compressores à carga máxima + corrente dos ventiladores à carga máxima. No caso de unidades accionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque. Corrente máxima de arranque: corrente de arranque do compressor maior + corrente dos outros compressores à carga máxima + corrente dos ventiladores à carga máxima. No caso de unidades accionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque. Corrente máxima de arranque: corrente de arranque do compressor maior + corrente dos outros compressores à carga máxima + corrente dos ventiladores à carga máxima. No caso de unidades accionadas por inverter, não é verificada entrada de corrente no arranque.
  Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores. Corrente nominal no modo de arrefecimento: temp. da água de entrada do evaporador 12°C; temp. da água de saída do evaporador 7°C; temp. do ar ambiente 35°C. Compressor + corrente dos ventiladores.
  A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores A corrente de funcionamento máxima baseia-se na corrente máxima absorvida do compressor no seu invólucro e na corrente máxima absorvida dos ventiladores
  A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida. A corrente máxima da unidade para medição dos fios baseia-se na tensão mínima permitida.
  Corrente máxima para medição dos fios: (amperes em carga total dos compressores + corrente dos ventiladores) x 1.1 Corrente máxima para medição dos fios: (amperes em carga total dos compressores + corrente dos ventiladores) x 1.1 Corrente máxima para medição dos fios: (amperes em carga total dos compressores + corrente dos ventiladores) x 1.1 Corrente máxima para medição dos fios: (amperes em carga total dos compressores + corrente dos ventiladores) x 1.1 Corrente máxima para medição dos fios: (amperes em carga total dos compressores + corrente dos ventiladores) x 1.1 Corrente máxima para medição dos fios: (amperes em carga total dos compressores + corrente dos ventiladores) x 1.1 Corrente máxima para medição dos fios: (amperes em carga total dos compressores + corrente dos ventiladores) x 1.1 Corrente máxima para medição dos fios: (amperes em carga total dos compressores + corrente dos ventiladores) x 1.1 Corrente máxima para medição dos fios: (amperes em carga total dos compressores + corrente dos ventiladores) x 1.1 Corrente máxima para medição dos fios: (amperes em carga total dos compressores + corrente dos ventiladores) x 1.1 Corrente máxima para medição dos fios: (amperes em carga total dos compressores + corrente dos ventiladores) x 1.1 Corrente máxima para medição dos fios: (amperes em carga total dos compressores + corrente dos ventiladores) x 1.1 Corrente máxima para medição dos fios: (amperes em carga total dos compressores + corrente dos ventiladores) x 1.1
  Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água Fluido: Água
  Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS). Para mais informações sobre os limites de funcionamento, consulte o Software de seleção do chiller (CSS).
  O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade. O equipamento contém gases fluorados que provocam efeito de estufa. A carga real de fluido frigorigéneo depende da construção da unidade final, podem ser encontradas informações nas etiquetas da unidade.