Dados Técnicos para RXYSQ-TY1

RXYSQ4T7Y1B RXYSQ5T7Y1B RXYSQ6T7Y1B RXYSQ8TMY1B RXYSQ10TMY1B RXYSQ12TMY1B
Capacidade de arrefecimento Nom. Eurovent kW 12.1 (1) 14.0 (1) 15.5 (1)      
Capacidade de aquecimento Nom. 6°CBh kW 12.1 (2) 14.0 (2) 15.5 (2)      
Potência absorvida - 50Hz Arrefecimento Nom. Eurovent kW 3.03 (1) 3.73 (1) 4.56 (1)      
  Aquecimento Nom. 6°CBh kW 2.68 (2) 3.27 (2) 3.97 (2)      
COP à capacidade nom. 6°CBh kW/kW 4.52 (2) 4.28 (2) 3.90 (2)      
ESEER - Automático 7.89 7.49 6.73      
ESEER - Padrão 6.18 5.77 5.23      
Gama de capacidades HP 4 5 6 8 10 12
Número máximo de unidades interiores conectáveis 64 (3) 64 (3) 64 (3) 64 (6) 64 (6) 64 (6)
Ligação de índice interior Mín.   50 62.5 70 100.0 125.0 150.0
  Máx.   130 162.5 182 260.0 325.0 390.0
Dimensões Unidade Altura mm 1,345 1,345 1,345 1,430 1,615 1,615
    Largura mm 900 900 900 940 940 940
    Profundidade mm 320 320 320 320 460 460
Peso Unidade kg 104 104 104 144 175 180
Fan Caudal de ar Arrefecimento Nom. m³/min 106 106 106      
Compressor Compressor-=-Type   Compressor oscilante hermético Compressor oscilante hermético Compressor oscilante hermético Compressor scroll hermeticamente vedado Compressor scroll hermeticamente vedado Compressor scroll hermeticamente vedado
Limite de funcionamento Arrefecimento Mín. ° CBs -5 -5 -5      
    Máx. ° CBs 46 46 46      
  Aquecimento Mín. ° CBh -20 -20 -20      
    Máx. ° CBh 15.5 15.5 15.5      
Nível de potência sonora Arrefecimento Nom. dBA 68 (4) 69 (4) 70 (4)      
Nível de pressão sonora Arrefecimento Nom. dBA 50 (5) 51 (5) 51 (5) 55.0 (8) 55.0 (8) 57.0 (8)
Fluido frigorigéneo Tipo   R-410A R-410A R-410A R-410A R-410A R-410A
  GWP   2,087.5 2,087.5 2,087.5 2,087.5 2,087.5 2,087.5
  Carga TCO2Eq 7.5 7.5 7.5 11.5 14.6 16.7
  Carga kg 3.6 3.6 3.6 5.5 7.0 8.0
Ligações de tubagens Liquid Tipo   Largura da ligação Largura da ligação Largura da ligação Ligação de brasagem Ligação de brasagem Ligação de brasagem
    OD mm 9.52 9.52 9.52 9,52 9,52 12.7
  Gás Tipo   Largura da ligação Largura da ligação Ligação de brasagem Ligação de brasagem Ligação de brasagem Ligação de brasagem
    OD mm 15.9 15.9 19.1 19.1 22.2 25.4
  Comprimento total da tubagem Sistema Real m       300 (9) 300 (9) 300 (9)
  Isolamento de calor   Tubos de líquidos e gás Tubos de líquidos e gás Tubos de líquidos e gás      
Alimentação eléctrica Nome   Y1 Y1 Y1 Y1 Y1 Y1
  Fase   3N~ 3N~ 3N~ 3N~ 3N~ 3N~
  Frequência Hz 50 50 50 50 50 50
  Tensão V 380-415 380-415 380-415 380-415 380-415 380-415
Notas As capacidades de arrefecimento nominais são baseadas em: temperatura interior: 27 °CBs, 19 °CBh, temperatura exterior: 35 °CBs, tubagem de fluido frigorigéneo equivalente: 5 m, desnível: 0 m. Dados para a série de eficiência padrão. Utilizam-se as tolerâncias Eurovent 2015. As capacidades de arrefecimento nominais são baseadas em: temperatura interior: 27 °CBs, 19 °CBh, temperatura exterior: 35 °CBs, tubagem de fluido frigorigéneo equivalente: 5 m, desnível: 0 m. Dados para a série de eficiência padrão. Utilizam-se as tolerâncias Eurovent 2015. As capacidades de arrefecimento nominais são baseadas em: temperatura interior: 27 °CBs, 19 °CBh, temperatura exterior: 35 °CBs, tubagem de fluido frigorigéneo equivalente: 5 m, desnível: 0 m. Dados para a série de eficiência padrão. Utilizam-se as tolerâncias Eurovent 2015. (1) - Arrefecimento: temp. interior: 27°CBs, 19°CBh; temp. exterior 35°CBs; comprimento de tubagem equivalente: 7,5m; desnível: 0m (1) - Arrefecimento: temp. interior: 27°CBs, 19°CBh; temp. exterior 35°CBs; comprimento de tubagem equivalente: 7,5m; desnível: 0m (1) - Arrefecimento: temp. interior: 27°CBs, 19°CBh; temp. exterior 35°CBs; comprimento de tubagem equivalente: 7,5m; desnível: 0m
  As capacidades de arrefecimento nominais são baseadas em: temperatura interior: 27 °CBs, 19 °CBh, temperatura exterior: 35 °CBs, tubagem de fluido frigorigéneo equivalente: 5 m, desnível: 0 m. Dados para a série de eficiência padrão. Utilizam-se as tolerâncias Eurovent 2015. As capacidades de arrefecimento nominais são baseadas em: temperatura interior: 27 °CBs, 19 °CBh, temperatura exterior: 35 °CBs, tubagem de fluido frigorigéneo equivalente: 5 m, desnível: 0 m. Dados para a série de eficiência padrão. Utilizam-se as tolerâncias Eurovent 2015. As capacidades de arrefecimento nominais são baseadas em: temperatura interior: 27 °CBs, 19 °CBh, temperatura exterior: 35 °CBs, tubagem de fluido frigorigéneo equivalente: 5 m, desnível: 0 m. Dados para a série de eficiência padrão. Utilizam-se as tolerâncias Eurovent 2015. (2) - Arrefecimento: T1: temp. interior 26,7°CBs, 19,4°CBh, temp. exterior 35°CB, AHRI 1230:2010, unidades int. de entrada de potência (tipo conduta) incl. (2) - Arrefecimento: T1: temp. interior 26,7°CBs, 19,4°CBh, temp. exterior 35°CB, AHRI 1230:2010, unidades int. de entrada de potência (tipo conduta) incl. (2) - Arrefecimento: T1: temp. interior 26,7°CBs, 19,4°CBh, temp. exterior 35°CB, AHRI 1230:2010, unidades int. de entrada de potência (tipo conduta) incl.
  O número real de unidades depende do tipo de unidade interior (Interior VRV DX, Interior RA DX, etc.) e a restrição da relação de ligação para o sistema (sendo; 50% ≤ CR ≤130%). O número real de unidades depende do tipo de unidade interior (Interior VRV DX, Interior RA DX, etc.) e a restrição da relação de ligação para o sistema (sendo; 50% ≤ CR ≤130%). O número real de unidades depende do tipo de unidade interior (Interior VRV DX, Interior RA DX, etc.) e a restrição da relação de ligação para o sistema (sendo; 50% ≤ CR ≤130%). (3) - Arrefecimento: T3: temp. interior 29,0°CBs, 19,0°CBh, temp. exterior 46°CB, ISO15042:2011, unidades int. de entrada de potência (tipo conduta) incl. (3) - Arrefecimento: T3: temp. interior 29,0°CBs, 19,0°CBh, temp. exterior 46°CB, ISO15042:2011, unidades int. de entrada de potência (tipo conduta) incl. (3) - Arrefecimento: T3: temp. interior 29,0°CBs, 19,0°CBh, temp. exterior 46°CB, ISO15042:2011, unidades int. de entrada de potência (tipo conduta) incl.
  O nível de potência sonora é um valor absoluto gerado por uma fonte de som. O nível de potência sonora é um valor absoluto gerado por uma fonte de som. O nível de potência sonora é um valor absoluto gerado por uma fonte de som. (4) - Arrefecimento: T2: temp. interior 26,6°CBs, 19,4°CBh, temp. exterior 48°CB, AHRI 1230:2010, unidades int. de entrada de potência (tipo conduta) incl. (4) - Arrefecimento: T2: temp. interior 26,6°CBs, 19,4°CBh, temp. exterior 48°CB, AHRI 1230:2010, unidades int. de entrada de potência (tipo conduta) incl. (4) - Arrefecimento: T2: temp. interior 26,6°CBs, 19,4°CBh, temp. exterior 48°CB, AHRI 1230:2010, unidades int. de entrada de potência (tipo conduta) incl.
  O nível de pressão sonora é um valor relativo que depende da distância e acústica do ambiente. Para mais informações, consulte os esquemas do nível sonoro. O nível de pressão sonora é um valor relativo que depende da distância e acústica do ambiente. Para mais informações, consulte os esquemas do nível sonoro. O nível de pressão sonora é um valor relativo que depende da distância e acústica do ambiente. Para mais informações, consulte os esquemas do nível sonoro. (5) - Aquecimento: temp. interior: 20°CBs; temp. exterior 7°CBs, 6°CBh; tubagem de refrigerante equivalente: 7,5m; desnível: 0m (5) - Aquecimento: temp. interior: 20°CBs; temp. exterior 7°CBs, 6°CBh; tubagem de refrigerante equivalente: 7,5m; desnível: 0m (5) - Aquecimento: temp. interior: 20°CBs; temp. exterior 7°CBs, 6°CBh; tubagem de refrigerante equivalente: 7,5m; desnível: 0m
  Os valores sonoros são medidos numa sala semi-anecóica. Os valores sonoros são medidos numa sala semi-anecóica. Os valores sonoros são medidos numa sala semi-anecóica. (6) - O número real de unidades depende do tipo de unidade interior (Interior VRV DX, Interior RA DX, etc.) e a restrição da relação de ligação para o sistema (sendo; 50% ≤ CR ≤130%). (6) - O número real de unidades depende do tipo de unidade interior (Interior VRV DX, Interior RA DX, etc.) e a restrição da relação de ligação para o sistema (sendo; 50% ≤ CR ≤130%). (6) - O número real de unidades depende do tipo de unidade interior (Interior VRV DX, Interior RA DX, etc.) e a restrição da relação de ligação para o sistema (sendo; 50% ≤ CR ≤130%).
  Para os conteúdos detalhados dos acessórios padrão, consulte o manual de instalação/funcionamento. Para os conteúdos detalhados dos acessórios padrão, consulte o manual de instalação/funcionamento. Para os conteúdos detalhados dos acessórios padrão, consulte o manual de instalação/funcionamento. (7) - O nível de potência sonora é um valor absoluto gerado por uma fonte de som. (7) - O nível de potência sonora é um valor absoluto gerado por uma fonte de som. (7) - O nível de potência sonora é um valor absoluto gerado por uma fonte de som.
  O RLA é baseado nas seguintes condições: temp. interior: 27°CBs, 19°CBh; temp. exterior 35°CBs O RLA é baseado nas seguintes condições: temp. interior: 27°CBs, 19°CBh; temp. exterior 35°CBs O RLA é baseado nas seguintes condições: temp. interior: 27°CBs, 19°CBh; temp. exterior 35°CBs (8) - O nível de pressão sonora é um valor relativo que depende da distância e acústica do ambiente. Para mais informações, consulte os esquemas do nível sonoro. (8) - O nível de pressão sonora é um valor relativo que depende da distância e acústica do ambiente. Para mais informações, consulte os esquemas do nível sonoro. (8) - O nível de pressão sonora é um valor relativo que depende da distância e acústica do ambiente. Para mais informações, consulte os esquemas do nível sonoro.
  A MSC corresponde à corrente máxima durante o arranque do compressor. VRV IV utiliza apenas compressores inverter. A corrente de arranque é sempre ≤ corrente máxima de funcionamento. A MSC corresponde à corrente máxima durante o arranque do compressor. VRV IV utiliza apenas compressores inverter. A corrente de arranque é sempre ≤ corrente máxima de funcionamento. A MSC corresponde à corrente máxima durante o arranque do compressor. VRV IV utiliza apenas compressores inverter. A corrente de arranque é sempre ≤ corrente máxima de funcionamento. (9) - Consulte o manual de instalação ou selecção de tubos de refrigerante (9) - Consulte o manual de instalação ou selecção de tubos de refrigerante (9) - Consulte o manual de instalação ou selecção de tubos de refrigerante
  A MCA tem de ser utilizada para seleccionar o tamanho de cablagem local correcto. A MCA pode ser encarada como a corrente máxima de funcionamento. A MCA tem de ser utilizada para seleccionar o tamanho de cablagem local correcto. A MCA pode ser encarada como a corrente máxima de funcionamento. A MCA tem de ser utilizada para seleccionar o tamanho de cablagem local correcto. A MCA pode ser encarada como a corrente máxima de funcionamento. (10) - O RLA é baseado nas seguintes condições: temp. interior: 27°CBs, 19°CBh; temp. exterior 35°CBs (10) - O RLA é baseado nas seguintes condições: temp. interior: 27°CBs, 19°CBh; temp. exterior 35°CBs (10) - O RLA é baseado nas seguintes condições: temp. interior: 27°CBs, 19°CBh; temp. exterior 35°CBs
  O MFA é utilizado para seleccionar o disjuntor e o interruptor do circuito de falha da massa (disjuntor do circuito para fuga da massa). O MFA é utilizado para seleccionar o disjuntor e o interruptor do circuito de falha da massa (disjuntor do circuito para fuga da massa). O MFA é utilizado para seleccionar o disjuntor e o interruptor do circuito de falha da massa (disjuntor do circuito para fuga da massa). (11) - A MSC corresponde à corrente máxima durante o arranque do compressor. Esta unidade utiliza apenas compressores inverter. A corrente de arranque é sempre ≤ corrente máxima de funcionamento. (11) - A MSC corresponde à corrente máxima durante o arranque do compressor. Esta unidade utiliza apenas compressores inverter. A corrente de arranque é sempre ≤ corrente máxima de funcionamento. (11) - A MSC corresponde à corrente máxima durante o arranque do compressor. Esta unidade utiliza apenas compressores inverter. A corrente de arranque é sempre ≤ corrente máxima de funcionamento.
  TOCA significa o valor total de cada conjunto OC. TOCA significa o valor total de cada conjunto OC. TOCA significa o valor total de cada conjunto OC. (12) - Em conformidade com EN/IEC 61000-3-12, poderá ser necessário consultar o operador da rede de distribuição para assegurar que o equipamento está ligado apenas a uma alimentação com Ssc ≥ valor Ssc mínimo (12) - Em conformidade com EN/IEC 61000-3-12, poderá ser necessário consultar o operador da rede de distribuição para assegurar que o equipamento está ligado apenas a uma alimentação com Ssc ≥ valor Ssc mínimo (12) - Em conformidade com EN/IEC 61000-3-12, poderá ser necessário consultar o operador da rede de distribuição para assegurar que o equipamento está ligado apenas a uma alimentação com Ssc ≥ valor Ssc mínimo
  FLA : ventilador de corrente de funcionamento nominal FLA : ventilador de corrente de funcionamento nominal FLA : ventilador de corrente de funcionamento nominal (13) - A MCA tem de ser utilizada para seleccionar o tamanho de cablagem local correcto. A MCA pode ser encarada como a corrente máxima de funcionamento. (13) - A MCA tem de ser utilizada para seleccionar o tamanho de cablagem local correcto. A MCA pode ser encarada como a corrente máxima de funcionamento. (13) - A MCA tem de ser utilizada para seleccionar o tamanho de cablagem local correcto. A MCA pode ser encarada como a corrente máxima de funcionamento.
  Limite de tensão: as unidades podem ser utilizadas em sistemas eléctricos em que a tensão fornecida ao terminal da unidade não está abaixo ou acima dos limites de intervalo indicados. Limite de tensão: as unidades podem ser utilizadas em sistemas eléctricos em que a tensão fornecida ao terminal da unidade não está abaixo ou acima dos limites de intervalo indicados. Limite de tensão: as unidades podem ser utilizadas em sistemas eléctricos em que a tensão fornecida ao terminal da unidade não está abaixo ou acima dos limites de intervalo indicados. (14) - O MFA é utilizado para seleccionar o disjuntor e o interruptor do circuito de falha da massa (disjuntor do circuito para fuga da massa). (14) - O MFA é utilizado para seleccionar o disjuntor e o interruptor do circuito de falha da massa (disjuntor do circuito para fuga da massa). (14) - O MFA é utilizado para seleccionar o disjuntor e o interruptor do circuito de falha da massa (disjuntor do circuito para fuga da massa).
  A variação de intervalo de tensão permissível máxima entre fases é de 2%. A variação de intervalo de tensão permissível máxima entre fases é de 2%. A variação de intervalo de tensão permissível máxima entre fases é de 2%. (15) - TOCA significa o valor total de cada conjunto OC. (15) - TOCA significa o valor total de cada conjunto OC. (15) - TOCA significa o valor total de cada conjunto OC.
  O valor SEER automático corresponde ao funcionamento normal da bomba de calor VRV4 IV-S, incluindo a avançada funcionalidade de poupança de energia (controlo da temperatura variável do fluido frigorigéneo). O valor SEER automático corresponde ao funcionamento normal da bomba de calor VRV4 IV-S, incluindo a avançada funcionalidade de poupança de energia (controlo da temperatura variável do fluido frigorigéneo). O valor SEER automático corresponde ao funcionamento normal da bomba de calor VRV4 IV-S, incluindo a avançada funcionalidade de poupança de energia (controlo da temperatura variável do fluido frigorigéneo). (16) - FLA significa a corrente nominal de funcionamento do ventilador (16) - FLA significa a corrente nominal de funcionamento do ventilador (16) - FLA significa a corrente nominal de funcionamento do ventilador
  O valor ESEER standard corresponde ao funcionamento normal da bomba de calor VRV4 IV-S, sem contabilizar a avançada funcionalidade de poupança de energia. O valor ESEER standard corresponde ao funcionamento normal da bomba de calor VRV4 IV-S, sem contabilizar a avançada funcionalidade de poupança de energia. O valor ESEER standard corresponde ao funcionamento normal da bomba de calor VRV4 IV-S, sem contabilizar a avançada funcionalidade de poupança de energia. (17) - A variação de intervalo de tensão permissível máxima entre fases é de 2%. (17) - A variação de intervalo de tensão permissível máxima entre fases é de 2%. (17) - A variação de intervalo de tensão permissível máxima entre fases é de 2%.
Nível de potência sonora Arrefecimento Nom. dBA       73.0 (7) 74.0 (7) 76.0 (7)
Acessórios standard Manual de instalação       1 1 1
  Manual de funcionamento       1 1 1
  Tubos de ligação       1 1 1
Notas       (18) - Limite de tensão: as unidades podem ser utilizadas em sistemas eléctricos em que a tensão fornecida ao terminal da unidade não está abaixo ou acima dos limites de intervalo indicados. (18) - Limite de tensão: as unidades podem ser utilizadas em sistemas eléctricos em que a tensão fornecida ao terminal da unidade não está abaixo ou acima dos limites de intervalo indicados. (18) - Limite de tensão: as unidades podem ser utilizadas em sistemas eléctricos em que a tensão fornecida ao terminal da unidade não está abaixo ou acima dos limites de intervalo indicados.
        (19) - O valor SEER automático corresponde ao funcionamento normal da bomba de calor VRV4 IV-S, incluindo a avançada funcionalidade de poupança de energia (controlo da temperatura variável do fluido frigorigéneo). (19) - O valor SEER automático corresponde ao funcionamento normal da bomba de calor VRV4 IV-S, incluindo a avançada funcionalidade de poupança de energia (controlo da temperatura variável do fluido frigorigéneo). (19) - O valor SEER automático corresponde ao funcionamento normal da bomba de calor VRV4 IV-S, incluindo a avançada funcionalidade de poupança de energia (controlo da temperatura variável do fluido frigorigéneo).
        (20) - O valor ESEER standard corresponde ao funcionamento normal da bomba de calor VRV4 IV-S, sem contabilizar a avançada funcionalidade de poupança de energia. (20) - O valor ESEER standard corresponde ao funcionamento normal da bomba de calor VRV4 IV-S, sem contabilizar a avançada funcionalidade de poupança de energia. (20) - O valor ESEER standard corresponde ao funcionamento normal da bomba de calor VRV4 IV-S, sem contabilizar a avançada funcionalidade de poupança de energia.
        (21) - Os valores sonoros são medidos numa sala semi-anecóica. (21) - Os valores sonoros são medidos numa sala semi-anecóica. (21) - Os valores sonoros são medidos numa sala semi-anecóica.
        (22) - EN/IEC 61000-3-12: Norma técnica europeia/internacional que define os limites para correntes harmónicas produzidas por equipamento ligado a um sistema público de baixa tensão com corrente de entrada > 16A e ≤ 75A por fase (22) - EN/IEC 61000-3-12: Norma técnica europeia/internacional que define os limites para correntes harmónicas produzidas por equipamento ligado a um sistema público de baixa tensão com corrente de entrada > 16A e ≤ 75A por fase (22) - EN/IEC 61000-3-12: Norma técnica europeia/internacional que define os limites para correntes harmónicas produzidas por equipamento ligado a um sistema público de baixa tensão com corrente de entrada > 16A e ≤ 75A por fase
        (23) - Ssc: potência de curto-circuito (23) - Ssc: potência de curto-circuito (23) - Ssc: potência de curto-circuito
        (24) - Para os conteúdos detalhados dos acessórios padrão, consulte o manual de instalação/funcionamento. (24) - Para os conteúdos detalhados dos acessórios padrão, consulte o manual de instalação/funcionamento. (24) - Para os conteúdos detalhados dos acessórios padrão, consulte o manual de instalação/funcionamento.