Mulher a trabalhar no interior, em silêncio.

Soluções de qualidade do ar interior

Trabalhar em silêncio para assegurar o seu bem-estar, esteja onde estiver

A QAI é importante

Qualidade do ar interior (QAI) é a qualidade do ar num edifício ou estrutura, respirado diariamente pelos ocupantes do edifício.

Saiba mais

Ventilação

Os sistemas de ventilação conduzem o ar novo do exterior para o interior, diluem e eliminam poluentes, removem o ar estagnado e equilibram os níveis de humidade.

Saiba mais

Filtragem

É necessária uma fase de filtragem para limpar o ar novo admitido. Os filtros de ar de alta eficiência podem ajudar a captar a maioria das partículas suspensas no ar.

Saiba mais

Soluções de QAI

O que pode fazer para apoiar uma melhor QAI? Encontre as soluções e os serviços de controlo de climatização adequados para si. Para edifícios saudáveis e seguros.

Saiba mais

Porque a qualidade do ar interior é importante

Jovem casal no sofá da sala com duas crianças pequenas a brincar na alcatifa

Qualidade do ar interior (QAI) é a qualidade do ar num edifício ou estrutura, respirado diariamente pelos ocupantes do edifício.

Ao planear novos edifícios residenciais, escolas, escritórios ou edifícios comerciais ligeiros, há muitos aspetos a considerar. Além dos fatores estruturais, há também as questões de aquecimento, arrefecimento e algo frequentemente negligenciado: a qualidade do ar interior.

Sabia que o ar interior que respiramos, seja em casa, no escritório ou num quarto de hotel, pode estar muito mais poluído do que o ar exterior?

  • 90% da nossa vida é passada em espaços interiores
  • A qualidade do ar interior pode ser 2 a 5x pior do que a do ar exterior devido a poluentes como o pólen, bactérias, etc.

Poluentes e partículas do ar interior

Com o sistema adequado (ar condicionado, ventilação, equipamento de purificação do ar), é possível filtrar os poluentes do ar, como pólen, fungos, poeiras de cimento, bactérias, vírus e germes.

Quanto mais pequenas forem as partículas, mais perigosas são para a nossa saúde, por isso são categorizadas consoante o seu tamanho.

Ilustração de poluentes do ar interior
light_green_background.jpg
Partículas e áreas de depósito no corpo humano

Partículas e áreas de depósito

Quanto mais pequena e leve for a partícula, mais tempo permanece no ar.

• PM10 : todas as partículas até 10 µm (0,01 mm)

Depositam-se no nariz e na faringe do sistema respiratório humano

• PM2,5 : todas as partículas até 2,5 µm (0,0025 mm)

São suficientemente pequenas para chegarem aos pulmões dos humanos

• PM1 : todas as partículas até 1 µm (0,001 mm)

São suficientemente pequenas para alcançarem as membranas celulares dos alvéolos até à corrente sanguínea humana e causarem doenças potencialmente fatais

Devido ao seu caráter nocivo (risco elevado de doenças cardiovasculares), permanência e frequência, as partículas de tamanho inferior a 2,5 μm (i.e. PM2.5 e PM1) requerem mais atenção.



5 componentes da qualidade do ar interior

Componentes da qualidade do ambiente interior

  1. Ventilação: Assegura o fornecimento de ar novo e limpo

  2. Recuperação de energia: Proporciona poupanças energéticas ao transferir o calor e a humidade entre caudais de ar, ajudando assim a trazer o ar insuflado para as condições interiores necessárias para temperatura e humidade

  3. Processamento do ar: Fornece o ar condicionado necessário para otimizar a eficiência energética do equipamento AVAC interior

  4. Humidificação: Assegura o nível de humidade pretendido no espaço condicionado

  5. Filtragem: Assegura ar limpo e saudável ao filtrar o pólen, pó, odores e outros contaminantes que são nocivos para a nossa saúde

Vejamos mais de perto a Ventilação e Filtragem, dois componentes diretamente relacionados com uma melhor qualidade do ar interior

Ventilação

Hall de entrada de um edifício de escritórios moderno com parte frontal em vidro voltada para a estrada e plantas

Os sistemas de ventilação asseguram condições climáticas ideais ao proporcionarem um ambiente fresco, saudável e confortável para edifícios de todos os tamanhos e diferentes aplicações.

Numa divisão totalmente fechada de um edifício, o ar não consegue entrar/sair facilmente da divisão, fazendo com que os poluentes do ar permaneçam e se acumulem na divisão. Tal pode ter impacto na saúde das pessoas na divisão. A ventilação é essencial para diluir e remover estes poluentes do ar.

Um sistema de ventilação com uma boa manutenção e um fluxo de troca de ar adequado demonstraram ser uma solução eficaz para proteger as pessoas contra contaminantes, incluindo vírus.

5 produtos de ventilação Daikin

Os produtos de ventilação Daikin são perfeitamente integrados numa solução de bomba de calor completa, permitindo reduzir o número de sistemas individuais e fornecedores independentes para o seu sistema AVAC-R.

Para uma ventilação ideal, a Daikin mantém os mais elevados padrões de eficiência energética e tem uma vasta gama de opções para atingir os níveis de filtragem e higiene necessários para o seu projeto.​

Filtragem

Ilustração de filtros de ar de alta eficiência a captar a partículas suspensas no ar.

As partículas de vírus podem alojar-se em gotas ou partículas de pó maiores e deslocar-se num edifício. As doenças infeciosas podem ser controladas interrompendo as vias de transmissão utilizadas por um patogeno. A utilização de filtros de ar de alta eficiência nos sistemas de ar condicionado e ventilação pode ajudar a captar a maioria das partículas suspensas no ar, reduzir a concentração de bactérias e vírus suspensos no ar e, consequentemente, o risco de transmissão aérea.

Tabela de classificação de filtros de partículas ISO 16890

Classificação da eficiência dos filtros

ISO 16890

Com a introdução da nova norma ISO 16890, a classificação dos filtros é efetuada com base na capacidade de filtragem de determinadas partículas segundo o seu tamanho.

Um filtro de ar pertence ao Grupo de filtragem ISO ePM1 se a eficiência mínima do filtro for de, pelo menos, 50% (o filtro remove, pelo menos, 50% ou mais partículas de tamanho ≤1 μm), como pode ver na tabela.

Além disso, é indicada a eficiência média do filtro. Se a eficiência média para partículas ISO PM1 for de 68%, a classificação torna-se PM1 65% uma vez que a eficiência média é arredondada para o incremento de 5% mais próximo.

Filtros HEPA

Os filtros HEPA proporcionam uma filtragem extremamente eficiente das partículas e filtram, pelo menos, 99,95% das partículas em suspensão com um diâmetro de 0,3 μm!​

Como tal, um filtro HEPA é mais eficiente que um filtro ePM1.

Grupo de filtragem
(ISO 16890)

Tamanhos de partículas filtradas (μm)​ Eficiência
de filtragem
Partículas
filtradas
ISO ePM1 0,3 ≤ x ≤ 1​ ≥ 50% Nanopartículas, gases de exaustão, vírus
ISO ePM2,5 0,3 ≤ x ≤ 2,5​ ≥ 50% Bactérias, fungos,
pólen, pó de toner
ISO ePM10 0,3 ≤ x ≤ 10​ ≥ 50% Pólen, pó do deserto
ISO Coarse (pó grosso) 0,3 ≤ x ≤ 10 < 50% Areia, cabelos
*ePM = eficiência para partículas em suspensão

Classes de filtros HEPA

Classe HEPA Retenção (média)
H13 > 99,95%
H14 > 99,995%
H15 > 99,9995%
H16 > 99,99995%
H17 > 99,999995%

Complementos de desinfeção do ar para filtragem

Com um bom sistema de filtragem consegue capturar partículas em suspensão bastante pequenas no fluxo de ar, mas os vírus, bactérias e fungos capturados não são inativados. Podem continuar a replicar-se e, potencialmente, causar doenças.​

Para evitar que tal aconteça, é necessário desinfetar o ar.​

Flash Streamer

Tratamento de ar de qualidade superior através da tecnologia Flash Streamer

A tecnologia Flash Streamer patenteada da Daikin inativa mais de 99,9% do novo Coronavírus (SARS-CoV-2).

A descarga significativa do streamer atinge os alergénios e as substâncias químicas perigosas, decompondo e fragmentando as suas proteínas à superfície, que são então destruídas através da oxidação.

Durante o teste, os alergénios foram colocados no elétrodo da unidade de descarga do streamer e depois fotografados através de um microscópio eletrónico após serem irradiados.

(Organização responsável pelos testes: Universidade de Yamagata e Universidade Médica de Wakayama)

Alergénios fotografados através de um microscópio eletrónico após serem irradiados.

Luz UV-C

A energia ultravioleta inativa vírus, bactérias e fungos, impedindo a sua replicação e o seu potencial para causar doenças.

Todo o espetro UV é capaz de desativar microorganismos, mas a energia UV-C (comprimentos de onda de 200 – 280 nm) fornece o efeito mais germicida.

A desinfeção e higienização através de luz UV-C é amplamente utilizada em hospitais.

Contudo, a luz UV-C é perigosa para o corpo humano.

Ao tratar o ar novo e recirculado com luz UV-C diretamente nas unidades de tratamento de ar, é possível alcançar ar limpo e isento de micróbios sem expor o corpo humano à luz UV nociva.

Ilustração da desinfeção através de luz UV-C numa unidade de tratamento de ar.

Soluções QAI Daikin para todas as necessidades

Para a sua casa

Para a sua empresa

Serviços QAI