Daikin | Regulamento relativo a gás F

Regulamento relativo a gás F

O regulamento relativo a gás F e as suas implicações para o mercado AVAC-R

Sem proibição de HFC mas um abandono progressivo, porquê?

Porquê um abandono progressivo?

›› A UE pretende reduzir o impacto ambiente dos gases F, reduzindo o consumo equivalente a CO2 de HCFs

Sem proibição ou abandono progressivo:

›› Os HFCs são importantes em muitas aplicações graças à eficiência energética, segurança e benefícios económicos
›› Os HFCs são progressivamente abandonados para um nível que permite crescimento sustentável e investimentos, para além de 2030

Abandono progressivo dos gases F

Medição dos HFC em equivalentes de CO2

Os objetivos de abandono progressivo são expressos em equivalentes a CO2 [= kg x GWP] e não são específicos dos fluidos frigorigéneos. A legislação não proíbe por completo qualquer fluido frigorigéneo específico. Isto significa que não existem dúvidas de que os fluidos frigorigéneos estarão disponíveis durante a vida útil do equipamento (por exemplo, R-410A para sistemas DX).

Medição dos HFC em equivalentes de CO2
  1. Esquema de abandono progressivo para novo gás HFC. O gás HFC reutilizado não está sujeito ao esquema de abandono progressivo, como tal a necessidade total está acima desta linha.
  2. Maior corte em mercados não-A/C (por exemplo, R-404A para refrigeração).
  3. Aumento da utilização do R-32 como alternativa ao R-410A.
  4. Reserve o R-410A para aplicações específicas, por exemplo, VRV...

Estamos um passo à frente do regulamento relativo a gás F

O ambiente ocupa um lugar especial no nosso coração, por isso desempenha um papel muito importante na nossa filosofia corporativa. Somos líderes em legislação ambiental e inovação porque os nossos produtos:

Usam fluidos frigorigéneos com menor GWP

  • R-410A (2,087,5) ◊ R-32 (675): - 68%
  • R-404A (3,922) ◊ R-407H (1,495): - 62%
  • R-134a (1,430) ◊ R-1234ze(E) (7): - 95%

Têm uma carga reduzida

  • Até 30% de redução graças ao R-32
  • No mínimo, 15% de redução graças ao microcanal

Reutilização do fluido frigorigéneo no fim da vida útil

  • O R-410A estará disponível durante a vida útil das instalações

Sem proibição geral de fluidos frigorigéneos, mas algumas aplicações têm limites de GWP

Exemplos dos limites GWP no setor HVAC-R ›› A Daikin já tem a resposta!

Limites GWP nas novas aplicações

  • Sistemas de ar condicionado single split com uma carga de fluido frigorigéneo abaixo dos 3 kg
    › Limite GWP de 750 a partir de 2025
    Ação líder de mercado da Daikin, mudar de R-410A para R-32 (GWP 675)
    › Limite GWP dos sistemas de ar condicionado portáteis: 150
  • Sem limite em single split acima dos 3 kg
  • Sem limite em sistemas multi split/VRV
  • Equipamento de refrigeração estacionário
    › A partir de 2020: uma proibição dos fluidos frigorigéneos com GWP > 2.500
    › A partir de 2022: Limite GWP de 150 em sistemas de refrigeração centralizados multipack para utilização comercial com uma capacidade de 40 kW ou mais
    › Exceto para sistemas em cascata nos quais o circuito de fluido frigorigéneo tem um limite GWP de < 1.500

Limites GWP nas instalações de assistência

  • Sem proibição de assistência para setor de aquecimento
  • Sem proibição de assistência para setor de A/C
  • Proibição de assistência para todo o equipamento de refrigeração estacionário com carga de fluido frigorigéneo > 40 TCO2 eq (por exemplo, sistema com R-404A 10 kg)
    › Utilização de fluido frigorigéneo reciclado até 01/01/2030
    › Utilize um fluido frigorigéneo com GWP baixo para substituir o fluido frigorigéneo existente (por exemplo, Daikin: utilize R-407H para substituir R-404A)

Transfira o nosso folheto sobre gás F

Artigos relacionados